CAPA_Vaso Quebrado_PAVAM 3-8.png

Certa vez, minha grande amiga Ana Flor de Carvalho me lembrou dos vasos quebrados orientais que eram reparados com ouro. Não me lembro exatamente o teor da conversa, mas falávamos do sentido metafórico que havia em se "reparar" algo, mas deixando aparente a cicatriz. Fiquei com essa imagem na cabeça, com sua beleza e decdi que queria escrever uma canção sobre o assunto. Explorei uma melodia pentatônica e achei um caminho musical, no entanto, tentei escrever e rescrever a letra algumas vezes, mas nunca chegando a um resultado que me deixasse satisfeito, exceto pela última estrofe - que eu alcancei com certa rapidez. Então apresentei a canção e a história ao meu amigo Maurício Tagliari e perguntei se ele se interessaria em terminá-la, ou melhor, levá-la até o desfecho de letra que eu tinha. Então, inspirado nas lições de Chagdud Tulku Rimpoche - seu guru tibetano - ele conseguiu dizer tudo o que eu queria, com muita simplicidade e, ao mesmo tempo, com a precisão de um fio de cabelo em uma navalha.

-

 

Ficha Técnica

Vaso Quebrado (Guilherme Kafé / Maurício Tagliari)

Guilherme Kafé Voz, Assovio e Violão

Maurício Tagliari Voz e Efeitos

 

Gravado na quarentena de Abril de 2020, cada um em sua casa

Edição e Mixagem Guilherme Kafé

Masterização Carlos “Cacá” Lima

Selo YBMusic

A&R Maurício Tagliari

Label Manager Benoni Hubmaier