O grande e curioso título do primeiro álbum de Guilherme Kafé dá uma pista de seu conteúdo. O disco fala dos afetos, da disposição em se conectar com os lugares, com as coisas e com as pessoas, e também reflete sobre o que carregamos ou deixamos de carregar a partir desses encontros. 

 

Logo na primeira faixa, o cantautor e multi-instrumentista se dirige ao ouvinte e o incita a repensar-se: “sabe, amigo, às vezes a gente precisa parar e examinar a nossa bagagem”. A franqueza e o humor se revezam no texto das canções e convidam a uma escuta íntima, embalada pelo balanço dos arranjos

 

A sonoridade do disco remete à MPB, de baiões, xotes, sambas e ijexás – mas uma MPB revisitada, com a coloquialidade e a irreverência da vanguarda paulistana e um sabor pop nos timbres.

O álbum foi gravado numa parceria entre o Estúdio Índigo Azul e a YB Music, com direção e produção musical de Guilherme Kafé, coprodução de Klaus Sena, Kiko Woiski e Gabriel Draetta e direção de voz por Maurício Tagliari. Conta, ainda, com a participação especial de Maurício Pereira.

 

Por fim, ainda citando a canção “Muitas Casas” (cujos versos iniciais dão nome ao disco), Guilherme Kafé é o tipo de pessoa que pode transformar tudo em sua casa – incluindo os ouvidos de quem o escuta. Que muitas outras casas ainda se abram à sua música!

Ficha técnica

 

Direção e Produção Musical Guilherme Kafé

Co-produção Musical Klaus Sena, Kiko Woiski e Gabriel Draetta

Direção de Voz Maurício Tagliari

 

Gravado no​ Estúdio Índigo Azul​ de Nov/2016 a Ago/2018. 

Vozes gravadas nos estúdios YBMusic em Nov/2017, Jul e Ago/2018.

 

Captação e Mixagem Klaus Sena

Masterização Carlos (Cacá) Lima

1. Bagagem (Guilherme Kafé)
Guilherme Kafé - Voz, Vozes, Palmas e Violão
Kiko Woiski - Baixo elétrico
Gabriel Draetta - Bateria
Edson Woiski - Cavaquinho e Guitarras
Igor Caracas - Triângulo e Palmas
Tulio Bias - Palmas

2. Tem Dor (Guilherme Kafé)

Guilherme Kafé - Voz, Vozes e Violão
Kiko Woiski - Baixo semi-acústico
Gabriel Draetta - Bateria
Edson Woiski - Guitarra
João Leão - Würlitzer e Casiotone
Igor Caracas - Ferro, Caxixis, Atabaques

3. Muitas Casas - feat. Maurício Pereira (Guilherme Kafé)
Participação especial: Maurício Pereira - Voz
Guilherme Kafé - Voz, Vozes e Violão
Kiko Woiski - Baixo elétrico
Gabriel Draetta - Bateria
Igor Caracas e Tulio Bias - Reco-reco de metal, Reco-reco de madeira, Ferro, Garrafa, Lata, Agogô, Cowbell, Balde e Meia-lua

4. Xote Chato (Guilherme Kafé)
Guilherme Kafé - Voz, Vozes e Violão preparado
Kiko Woiski - Baixo elétrico
Gabriel Draetta - Bateria
André Bachur - Violão Tenor
Daniel Grajew - Clavinete e Piano Elétrico
Igor Caracas - Rói-rói

 

5. Pico do Jaraguá (Guilherme Kafé)

Guilherme Kafé - Voz, Vozes e Violão
Kiko Woiski - Baixo elétrico
Gabriel Draetta - Bateria
Henrique Gomide - Rhodes
Igor Caracas - Crótalo, Shake, Tamborim

6. Querência (Juliana Ramos / Guilherme Kafé)

Guilherme Kafé - Voz, Vozes e Violão
Kiko Woiski - Baixo Acústico
Gabriel Draetta - Bateria
Vitor Mendes - Viola Caipira
João Leão - Sintetizadores
Igor Caracas - Triângulo e Caxixis


7. Próximo Passo (Danilo Oliveira / Guilherme Kafé)

Guilherme Kafé - Voz e Violão
Kiko Woiski - Baixo Acústico
Gabriel Draetta - Bateria
André Bachur - Bandolim
Igor Caracas - Glockenspiel
Túlio Bias - Bongô

8. Cafuné (Juliana Ramos / Guilherme Kafé)

Guilherme Kafé - Voz, Vozes, Violão e Triângulo
Kiko Woiski - Baixo fretless
Gabriel Draetta - Bateria
André Bachur - Bandolim
Henrique Gomide - Rhodes e Piano


9. Coisinha (Pra Depois) (Guilherme Kafé)

Guilherme Kafé - Voz e Violão
Kiko Woiski - Baixo Acústico
Igor Caracas - Bateria
André Bachur - Bandolim

10. Herança de Portugal (Juliana Ramos / Guilherme Kafé)

Guilherme Kafé - Voz e Violão
Kiko Woiski - Baixo Acústico
André Bachur - Bandolim
Daniel Grajew - Sanfonas

Selo Yb Music / Índigo Azul

A&R Maurício Tagliari

Label Manager Benoni Hubmaier

Produção Executiva Lepick Produções

Produção Fonográfica Ana Carol Azeredo

 

Fotos Analice Diniz

Arte Revista Comando / Frederico Heer e Guilherme Boso

Impressão VAZ - Arte aplicada

Dedico esse disco à minha família. Ira, Moa e Ju, obrigado pela convivência diária e por serem minha primeira e aconchegante casa. Esse disco é para vocês.

E um agradecimento especial ao André Sanches de Abreu, que, apesar de não participar da ficha técnica, está muito presente nesse disco.

LETREIRO_Eu sou o tipo_AZULRETO-22.png